Forum Catfight

Forum Catfight - Em testes...

Mandem email se não conseguirem postar!!!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Enquete sobre os contos!:)...enviado

Pessoal, primeiro gostaria de agradecer a participação e a aprovação de vocês nos comentários, que apesar de ainda serem poucos, a cada conto aumenta =)

Também lanço aí a votação pra vocês decidirem a vencedora de um dos próximos confrontos:

Gil Jung X Thaís Bianca (se der empate eu decido =D)

E junto com isso a dúvida : vocês preferem que tenha mais votações para decidir vencedoras ou minha imaginação pode falar mais alto na maioria das lutas?

Por fim, aqui vai um planejamento de quais deverão ser os próximos contos:

1-  Alessandra Negrini vs Dani Suzuki. (tem alguém nos comentários que já pede esse conto faz um tempo! não posso garantir, mas vou tentar, meu amigo!)

2- Gil Jung X Thaís Bianca

3- Anitta X Paula Fernandes OU Fiama Amorim X Alessandra Batista (esses dois contos estão em rascunhos meus que pensei em começar, gostaria de saber qual dos dois vocês preferem)

É isso aí galera, obrigado por participar, abraços!

RaphaWRE

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Conto: Suzana Alves X Joana Prado!:)....enviado

Escrito por RaphaWRE




Celebridades Catfight: Suzana Alves (Tiazinha) X Joana Prado (Feiticeira)

Ninguém sabe, mas uma vez Suzana Alvez, a Tiazinha, e Joana Prado, a Feiticeira, já lutaram em segredo. Essa luta aconteceu após as gravações de um episódio do antigo seriado "As novas aventuras da Tiazinha", e no episódio o vilão, que estava sobre o controle da feiticeira, ordenava que ela lutasse com a Tiazinha. Obviamente, a luta não ocorreu no desenrolar do episódio, mas o que aconteceu, fora do ar, será contado agora. As duas garotas se encontravam sozinhas no camarim, ainda com seus figurinos, e conversavam sobre o episódio:

-Nossa, aposto que se a gente se pegasse no murro a audiência ia subir muito haha ia ter muito punheteiro batendo na frente da tv mesmo - Suzana falou rindo.

- Haha, ia mesmo. É uma pena que você com certeza venceria, mas só porque é a protagonista...

- O que você quer dizer - Suzana disse com um tom mais pesado - Acha que conseguiria me vencer em uma briga?

- Su, vc é gostosa e tal, mas meu físico é claramente superior ao seu - A feiticeira respondia - se a gente lutasse eu provavelmente acabaria com você, com todo o respeito.

Apesar da amiga não ter falado na maldade, a Tiazinha não gostou nada daquilo.

- Bem, nós podemos resolver isso, o estúdio está vazio agora, e nós estamos vestidas ainda. Que tal, Tiazinha contra feiticeira, uma luta pra decidir quem é a mulher mais poderosa?

Joana não iria fugir do desafio, não gostava da ideia da amiga estar querendo lutar, mas se a tiazinha ia insistir naquilo, ela faria questão de destruir a oponente.

- Legal, morena, vamos lá, vou acabar com você pra parar com isso.

as duas então se dirigiram para o set, e se colocaram frente a outra, em posição de luta.  Tiazinha fez o primeiro movimento e saiu correndo na direção da feiticeira, que apenas deu um soco pra frente em cheio no rosto da adversária e a fez recuar alguns passos.

- Haha, isso foi fácil de acertar, vc vai ter que se esforçar mais, tiazinha. -zombava a loira.

Tiazinha então tentou dar um soco cruzado, mas seu soco foi segurado por joana, que lhe acertou outro soco no rosto e uma joelhada na barriga, fazendo a morena curvar, e aproveitou para ridicularizar mais sua oponente - Meu deus, é mais fácil do que eu pensava bater em você, aqui, vem cá - Joana então puxou a morena pelo cabelo e lhe acertou mais dois chutes na barriga, na sequência segurou o queixo da oponente com a ponta dos dedos e a fez olhar para si, e então lhe deu um forte soco que a derrubou.

- Já foi pro chão, tia? oooown, assim não pode, tem que bater um pouco também, você ta sendo só um saco de pancadas. Aqui, deixa eu ver esse bundão que você rebola pra plateia. - Joana então colocou a tiazinha de quatro, e começou a apertar e estapear sua bunda
- Meu deus, você é muito gostosa, te apertar é muito bom, ta me deixando toda molhada - Joana dizia com uma cara safada, e então deu um chute na barriga da oponente, que caiu deitada de novo, com a mão no estômago.

- Sua maldita, eu vou acabar com você - Tiazinha praguejava caída no chão.

- Nossa, eu comento como você me deixa com tesão e você me diz isso? só se for acabar comigo na cama, aí tudo bem hahaha - Joana brincava e humilhava a oponente - aqui, levanta tenta me socar - Joana então ficou parada, com os braços abertos e o rosto virado para a tiazinha.

- Sua vagabunda arrogante, eu vou te matar - tiazinha então levantou e girou sobre seu próprio corpo tentando dar um chute no rosto da Feiticeira, mas a loira apenas agachou e desviou, e quando a morena ficou de frente para ela de novo, levantou dando um forte uppercut no queixo que tirou Suzana do chão e a derrubou, novamente, mas dessa vez muito mais tonta.

- Ops! Acho que não, hora de te destruir mais um pouco! - Feiticeira então montou sobre a oponente caída - Aqui, vamos te deixar mais a vontade - e tirou o top de tiazinha - Ai, que gracinha de peitinhos! Sério, você precisa muito me fazer gozar, arrebentar você ta me deixando excitada demais. - Feiticeira então começou a desferir diversos socos no rosto e nos seios da Tiazinha, que apenas iam deixando-a mais tonta. E, enquanto batia, começou a falar:

- Bem, isso faz sentido, sabe, minha personagem é muito mais poderosa que a sua, eu sou muito mais poderosa que você, eu tinha que te destruir mesmo, seria estranho se isso não acontecesse.... ei, você está me ouvindo? - Tiazinha não estava. A coitada já estava tão groggy que provávelmente não sabia mais nem que dia era, a luta estava acabada.

- Ai, que dó da fracassada, ela foi destruída! Aqui, um prêmio de consolação pra você, todo mundo adora -  Feiticeira então arrancou o sutiã do biquini de seu figurino, revelando seus belos seios - Pronto, chupa - e então pegou com suas mãos o rosto de tiazinha e trouxe para perto de um deles. A morena, completamente tonta e a mercê da dominadora, apenas viu aquele seio em sua frente e começou, quase instintivamente, a chupa-lo. Ela lambia e chupava o bico da loira.

- Isso Su, isso ta bom demais - Joana dizia entre gemidos - Cê ta me deixando muito molhada - a loira delirava de prazer. Parte vinha do serviço que recebia em seus seios, parte vinha de estar humilhando a adversária.
- pronto, já chega, hora de você voltar a apanhar - A loira então tirou a morena de seus seios, e a colocou virada com a bunda pra cima, e então começou a estapear a bunda da Tiazinha mais uma vez, para depois pisar nela.

- Vamos, você ainda deve conseguir falar alguma coisa, você desiste? - a loira, com o pé sobre a bunda da adversária, sabia a resposta, mas queria humilhar suzana fazendo-a dizer.

Suzana, que recobrava um pouco da consciência, mas apenas para responder, não o suficiente para lutar, entre lágrimas, dizia:
- Desisto! Para, Feiticeira, você venceu, você me destruiu.

- Haha, destrui mesmo, mas isso não é o suficiente, se você quiser parar de apanhar, você vai ter que virar a minha cachorrinha. Vamos, de quatro!

Tiazinha, chorando e humilhada, apenas fez o que a vencedora dizia. Joana então sentou pôs o pé na bunda da oponente de novo: - agora, latindo!
- Au, au, au - Tiazinha soltou.
- hahaha, muito bom! Eu realmente tenho poderes, transformei uma gostosa fraca em uma cachorrinha. Agora lambe o pé da sua dona! - Feiticeira então deu a volta e colocou seu pé na frente da Tiazinha, que começou a lamber ele.

- Isso, agora vamos ver o que você esconde aí - Feiticeira então agachou do lado a morena, e tirou seu shorts e sua calcinha, deixando a tiazinha nua, e então, para demonstrar toda sua superioridade, se pôs a pisar na vagina da derrotada. Ela se deliciava fazendo aquilo

-Ahn, Ahn, para, por favor, só acaba comigo, mas para de ficar me humilhando. Você é superior, você me massacrou, me destruiu, me tranformou na sua puta! Eu sou sua puta, eu dou pra você sempre que você quiser. O que quer que eu diga pra você parar de me humilhar? - A morena disse, enquanto chorava, juntando todas as forças que tinha


A loira ria. Estava adorando aquilo, Suzana estava totalmente entregue a ela. Aquela cena provávelmente seria record de audiência no mundo inteiro.

- Meu deus, isso é muito bom, eu to ficando toda molhada arrasando você... taí, se quer que eu pare de te maltratar, tenho um ultimo serviço, quem sabe você não consegue aproveitar isso e me bate um pouco também? - A feiticeira dizia rindo, ela sabia que no estado da adversária, ela nã oconseguiria fazer mais nada, não havia mais luta. A loira então tirou a calcinha de seu figurino e ficou nua na frente da morena, deitou e abriu as pernas:
- Me faz gozar, ou eu vou te arrebentar tanto que você não vai conseguir atuar nunca mais.

Tiazinha, arrasada, com medo de apanhar mais, apenas queria que aquilo acabasse logo, e se pôs a chupar a adversária. Fez aquilo com gosto. Logo a feiticeira foi ao orgamos. A morena pensou que seu sofrimento finalmente havia acabado.

- ahn... ahn... meu deus, você foi sensacional, nossa, se voc~e tivesse feito isso no início da luta, teria me destruído, não teria como reagir. Mas agora, como prometi, hora de te fazer dormir. - Feiticeira então levantou e lavantou a oponente também. A morena ficou confusa, mas não conseguia fazer nada, apenas ficar cambaleando de pé.

-Adeus, tiazinha, nunca mais mexa com uma mulher mais forte, ok? - A feiticeira então acertou dois socos no rosto da tiazinha, um soco no barriga, uma joelhada na barriga também, um chute na lateral da perna, fazendo a morena cair de joelhos a sua frente, e então uma joelhada no queixo, levando Suzana ao nocaute.

Feiticeira parou e analisou o que tinha acontecido ali. Ela tinha destruído sua oponente por completo sem ser atingida, ela tinha feito a  morena se transformar em sua escrava sexual, ela tinha tido o melhor dia de sua carreira.
Joana então colocou suas roupas, arrumou o estúdio, e colocou Tiazinha dentro do carro e a levou para sua casa para ela acordar em segurança.

Depois daquela luta a amizade das duas continuou quase a mesma, suzana era uma boa perdedora, e sabia que tinha sido ela que lançara o desafio. Ninguém sabia por que, mas sempre que viam as duas se olhando, percebiam um olhar de superioridade na feiticeira. Ninguém nunca iria saber, mas a luta mais desejada daquele episódio havia acontecido.
E a feiticeira havia massacrado, destruído e aniquilado a Tiazinha.